Novo Honda Civic 2018: modificações no modelo

O Honda Civic 2018 já chegou neste ano de 2017 no Brasil e, como sempre, faz sucesso entre os fãs do modelo. O modelo atual está com as mesmas versões anteriores, o que muda mesmo é seu design mais moderno e atraente.

O modelo nasceu pela montadora japonesa em 1972 e agora em sua décima geração ainda é muito querido no mundo todo. O veículo mudou muito desde a sua criação até os dias de hoje.

Até a sexta geração o Brasil importava o automóvel, a partir da sétima geração o Honda Civic começou a ser fabricado em Sumaré – SP.

Ficha técnica

São 5 versões do Honda Civic 2018, mas somente a versão Honda Civic Touring 1.5 Turbo CVT chega com o motor turbo 1.5, que é a mais cara. As outras versões são Honda Civic Sport 2.0 MT, Honda Civic Sport 2.0 CVT, Honda Civic EX 2.0 CVT e Honda Civic EXL 2.0 CVT.

Direção

A direção dos modelos é elétrica, uma versão bem mais leve que a hidráulica. Os três principais modelos passaram pelo teste de velocidade de 0 a 100 km/h, a versão mais barata e de câmbio manual fez 10 segundos e tem velocidade máxima de 200 km/h.

A versão 2.0 com câmbio automático fez em 10,9 segundos e chega a 195 km/h. A versão mais top da categoria, com motor turbo 1.5 e câmbio automático fez de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos e pode chegar a uma velocidade máxima de 200 km/h.

Rodas

As rodas do novo Honda Civic 2018 são de liga leve e 17 polegadas para todas as versões.

Porta-malas

Nos porta-malas cabe entre 519 a 525 quilos e no tanque são 56 litros de combustível.

Tipo de freio

As versões são equipadas com o freio Auto Hold, que mantém os freios ativados quando o veículo está parado e com a marcha engatada. Também tem o freio de estacionamento eletrônico com auxílio de partida em rampas.

Espaço do entre eixos

De entre eixos o Honda Civic versão 2018 tem 2,70 metros; 1,80 de largura; 1,43 de altura e 4,63 de comprimento.

Consumo

As versões têm uma boa avaliação de consumo. Para a cidade, a versão manual faz 7,1 quilômetros de álcool por litro rodado e 10,2 quilômetros com gasolina.

O Honda 2.0 com caixa de câmbio automática gasta 7,2 km/l com etanol e 10,6 com gasolina. A versão 1.5 turbo só aceita gasolina e é de se esperar um consumo maior, 12 km/l.

Na estrada, claro, o gasto é menos. Versão manual fica com 9,3 km/l com álcool e 13,4 com gasolina. Automático 2.0 faz 8,9 km/l na estrada com etanol e 12,9 com gasolina. Versão turbo faz 14,6 km/l de gasolina.

Itens de série – Novidades

A novidade para o novo Honda Civic 2018 é a inclusão do aplicativo de GPS Waze integrado a tecnologia do veículo. O aplicativo Waze foi comprado pelo Google e, além de ser um aplicativo de direção, também é considerado uma rede social.

O Waze possui comandos de alerta que você pode criar para outros motoristas como acidente, blitz, polícia, radares, veículo no acostamento, entre outros avisos. As buscas de navegação podem ser feitas por voz e o motorista também pode interagir com outros.

Incluso nessa tecnologia, o motorista também poderá ter a opção de saber sobre disponibilidade de vagas de estacionamento nas ruas. Por enquanto essa versão só funciona nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo; disponível no navegador do Google Maps e para os clientes do Honda Civic 2018.

A previsão é que em breve essa opção também funcione para as outras capitais brasileiras. Há um ícone ao lado da rota do aplicativo mostrando a possibilidade de vagas no local de destino, separado por categoria fácil, moderado ou difícil.

Preços

A versão mais barata do novo Honda Civic 2018 é o modelo 2.0 manual, no valor de R$ 87.900. O mais caro é o Touring com motor 1.5 turbo automático, custando R$ 124.900.

As versões do meio estão o Civic Sport automático 2.0 por R$ 94.900, o Civic EX 2.0 câmbio automático R$ 98.400 e o EXL 2.0 CVT por R$ 105.900.

Visual

As novas versões do Honda Civic 2018 tem agora uma fabricação com um aço mais resistente, ao mesmo tempo com estrutura mais leve e forte. O estilo está mais moderno e esportivo, dando um design mais jovial.

Os faróis e lanternas são de LED, a grade é cromada e ainda inclui os faróis de neblina. As rodas de liga leve estão combinando com todo o conjunto do veículo. Por dentro a tecnologia está mais avançada com um painel com multimídia de 8 polegadas com o Waze, Car Play e câmera de ré.

Nas versões mais caras está inclusa um display TFT e instrumentação análogo-digital. Todas as versões contam com o Auto Hold, entradas para USB, HDMI e tomada de 12 volts. O volante possui botões bem sensíveis e os bancos possuem vários ajustes.

Vale a pena?

O Honda Civic é um modelo já bastante querido pelos brasileiros pelo tempo em que está em nosso mercado. Para quem gosta de carros sedãs, o Civic é uma boa pedida. A marca do modelo é confiável e tradicional e os veículos são de ótima qualidade.

Entretanto, alguns clientes dizem que os equipamentos do novo Civic estão deixando a desejar. O principal concorrente da versão mais cara do Civic – o Touring com motor 1.5 turbo – tem acessórios de menor qualidade do que seu principal concorrente: o  Chevrolet Cruze LTZ.

O lado positivo é que a fabricante possui um sistema de financiamento próprio, facilitando a compra dos seus carros. Outro principal concorrente do Civic é o Toyota Corolla.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2.792 votes, average: 3,79 out of 5)
Loading...

5 Comments

  1. Natan Freitas
  2. Renato Santos
    • Débora Bueno
  3. Gean Ribeiro
  4. Carlos Morata

Leave a Reply